公益財団法人 広島平和文化センター国際交流・協力課

Locais de consulta sobre o novo surto de infecção Coronavírus

Aqueles que tiverem com algum dos seguintes sintomas, não vá ao hospital, primeiro entre em contato com os locais de consulta descrito abaixo.

(1) Sintomas de resfriado (tosse, espirro, catarro, dor no peito, dificuldade em respirar  etc.) ou febre  acima de 37,5 graus por mais de 4 dias (mesmo tomando remédio).

(2) Corpo muito dolorido, muita dificuldade de respirar

Se pessoas descritas a abaixo manifestarem os sintomas acima (1) e (2) por mais de 2 dias entre em contato com os locais de consulta imediatamente, pois essa doença tem se manifestado com mais vigor nessas pessoas.

・ Idosos

・ Grávidas

・ Pacientes com diabetes, doenças cardíacas, doenças respiratórias (pulmão, garganta, etc.), pessoas   que fazem diálise.

・ Pessoas que usam remédios ou drogas anti-câncer para suprimir a imunidade.

Se falar japonês, entre em contato diretamente com os seguintes balcões de consultas.

Ligar para o Call Center do Governo de Hiroshima             (082)241-4566

Telefone de Contato da Sala de Consulta do Ministério de Saúde e Bem-estar

 Fone 0120-565653 (Ligação gratuita)

 Horário de atendimento: Todos os dias das 9:00~21:00

As pessoas que não falam o idioma e precisa de tradutor, entre em contato com a sala de consultas abaixo.

【Sala de Consultas para Cidadãos Estrangeiros de Hiroshima】

Fone 082-241-5010

Fax 082-242-7452

Email:soudan@pcf.city.hiroshima.jp

Horário de atendimento: De segunda a sexta das 9:00~16:00

 (Exceto Feriados Nacionais, e 6 de Agosto)

Idiomas: De segunda a sexta: Chinês, Espanhol, Português e Inglês

         Terça e Sexta: Vitnamita

【Serviço de Consulta Multilíngue de Hiroshima para Estrangeiros】

Fone 0120-783-806 (Ligação Gratuita)

Horário de atendimento: De segunda a sexta das 8:30~19:00 (Exceto Feriados)

Sábado das 9:30~18:00   

※ Horário de almoço das 12:00~13:00

Idiomas: Inglês, Chinês, Vietnamita, Coreano, Tagalo (Filipino), Português, Indonésiano,Tailandês, Espanhol, Nepali.

(Fonte: Div. de Direitos Humanos de Hiroshima, 2020/02/25)